top of page

PBH anuncia fim do uso obrigatório de máscara em locais fechados


O uso de máscaras em ambientes fechados não é mais obrigatório em Belo Horizonte a partir desta quinta-feira (11/8). Mesmo assim, a proteção ainda é recomendada pela prefeitura nas escolas, nos serviços de saúde públicos e privados, no transporte público de passageiros e para pessoas imunossuprimidas.

A decisão foi a

nunciada em rede social nesta quarta (10/8) pelo prefeito Fuad Noman (PSD), que afirmou que os indicadores da COVID-19 apresentados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) apontam para redução da transmissão na cidade.

“Agradeço a colaboração da população de Belo Horizonte no cumprimento dos protocolos adotados nesses mais de dois anos. Reforço a necessidade de manter as medidas de prevenção e a importância de tomar todas as doses da vacina contra a COVID-19”, disse o prefeito.

O uso de máscaras em ambientes abertos já não era obrigatório em Minas Gerais desde março, depois de um decreto assinado pelo governo do estado.

O uso de máscaras em locais fechados já havia sido liberado pela PBH antes. A obrigatoriedade foi retomada há pouco menos de dois meses, em meados de junho, devido ao avanço dos indicadores de transmissão da COVID-19 na capital.

A definição valia até 31 de julho, depois foi prorrogada para 15 de agosto, devido ao aumento de casos de doenças respiratórias, a baixa cobertura vacinal das crianças e o retorno das aulas presenciais no segundo semestre. A data foi antecipada com a decisão de hoje. As regras para a nova liberação serão definidas em decreto a ser publicado no Diário Oficial do Município.

No fim do mês passado, um levantamento da SMS mostrou que mais de 80% das pessoas internadas pela COVID-19 em BH não se vacinaram ou não completaram o esquema vacinal.

“É muito importante que a população contribua e mantenha a vacinação em dia para evitar as formas mais graves da doença e, consequentemente, internações. Os pontos de imunização estão abertos diariamente e espalhados pelas nove regionais da cidade para ampliar o acesso dos usuários”, afirmou a secretária de Saúde, Cláudia Navarro, na ocasião.

(Fonte: EM)

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page